/*SLIDES ----------------------------------------------- */

news

Primeira viagem a dois




A primeira viagem a dois, o que antigamente só acontecia depois de casados (com a expectativa de juntos para sempre), hoje, pode acontecer em qualquer época do relacionamento. Desde de semanas que o casal se conhece ou mesmo após anos.

A primeira viagem é quase uma lua de mel, mas o que poucos sabem é que este mel não é tão doce assim. Na verdade, é como um mar de rosas, mas rosas têm espinhos! Digo isso porque viajar com um namorado é muito diferente de viajar com alguém com que você acabou de se casar. São situação muito diferentes.

A consequência fabulosa da primeira (e talvez única) viagem do casal é que você vai ter uma previa de como é a vida a dois com tal pessoa. Atrevo-me a dizer que a viagem a dois é um test-drive para saber se você quer “comprar” esse relacionamento ou não. Se os pontos positivos forem maior que os negativos, ótimo! Mas se não for, melhor você já começar a distribuir currículos de namorado ou procurar onde há vagas no mercado do que ficar perdendo tempo.

Acredite, é somente durante a viagem que você vai descobrir alguns gostos (bizarros) do seu par, que até então estavam escondidos no mais secreto vale... ou que talvez você até sabia que ele tinha, mas não imaginava que era algo tão aflorado.

Eu sei que estou estragando boa parte do que muitos imaginam dessa tal primeira viagem, mas é só para que a pessoa não crie expectativas demasiadamente falsas sobre a ocasião. Nem tudo serão flores, os perrengues estarão presentes, mas não encare como algo ruim, isso faz pare de um processo da vida que todos passam. E os conflitos serão importantes para você analisar ser o relacionamento terá um futuro prospero em longo prazo.

Mas considere que vocês se depararão com as seguintes situações:
Opiniões divergentes: você quer ver as lojas e ele quer fazer uma trilha? O jeito é negociar: todo mundo tem direito de se divertir na viagem, portanto, planejamento é fundamental. Aproveite para analisar as tendências que o parceiro tem, porque às vezes a própria pessoa não percebe isso, já que se tornou um padrão na sua vida.
É tem também a sua vontade. As vezes a gente quer muito que uma coisa aconteça e cede a todas as exigências do parceiro para conseguir aquilo, mas se seu par não faz tanta questão assim de tal atividade, talvez seja hora de repensar se vale mesmo a pena fazer isso com ele. Todos devem ceder num relacionamento, se não fica muito pesado para um lado. Com isso você já vê que os problemas podem surgir antes mesmo da viagem acontecer.

Dinheiro: Este poderá ser o ponto chave em todas as situações, porque se o dinheiro for um problema, então todo o resto será um problema. Se vocês decidiram viajar, vocês precisar tem recursos para bancar isso, então é preciso ter um planejamento e um orçamento. Se você não tem condições para pagar, talvez seja melhora adiar um pouco a viagem até fazer um pé de meia. Mas se uma das partes assumiu o risco de pagar por toda viagem, isso não quer dizer que você pode sair por aí achando que está com um cartão de credito sem limite, sem anuidade e que você não terá que arcar com as contas. Se a pessoa se ofereceu para pagar, então é porque ela tem condições para isso e quer sua companhia para este momento agradável, mas use o bom senso (muitos divórcios são causados por que uma das partes não saber ter controle financeiro sobre as coisas, então isso pode determinar o futuro do seu relacionamento).
Mas também vai ter a situação que você vai querer aquela coisa que você considera essencial para a vida e o dono do dinheiro vai achar fútil e não deixar você comprar. Viu como a situação é complicada.
O planejamento financeiro da viagem deve ser muito bem discutido e estar claros para todos antes mesmo de escolher o destino. Não adianta ir para uma cidade caríssima porque conseguiu uma promoção de passagens + hotel, se não tem condições de bancar os atrativos. Vocês são um casal, abra o jogo e conversem abertamente sobre tudo isso.

Sexo: Passado o quesito dinheiro, a segunda coisa mais importante da viagem é o sexo, não que isso seja um problema, mas como é a primeira viagem a dois, esse é um ponto com um peso considerável. O fato de estarem longe dos pais, amigos e trabalhos num quarto super top cria um ambiente incrivelmente propicio para o sexo, mas não espere que isso vai ser a primeira coisa que vocês vão fazer ao chegar no hotel. Fala isso porque normalmente uma das partes pode ir com a intenção de transa, transar, transar... mas não é assim que funciona. Viagens são cansativas, então é possível que alguém esteja exausto para isso. Se vocês montam um rota cheia de atrativos, é provável que estejam cansados de mais para se amarem a noite. Ok, sabemos que isso não é tão verdade, porque pênis e vagina (ou outras partes íntimas) não se cansam, mas as vezes a pessoa fica baqueada, então só lhe resta ter paciência... não faça bico só porque a pessoa tá brocha. Se vai fazer uma viagem sexual, considere isso antes de escolher o destino: Não vá a Disney se está pensando em dar feito chuchu na serra.

Banheiro: Quando estamos perto de quem a gente gosta, queremos fazer tudo parecer perfeito, mas a gente sabe que não funciona assim. Não dá para apagar as partes constrangedoras da vida, entre elas a ida ao banheiro. Segue lista de coisas que eu recomendo que você esteja bem preparado para enfrentar:
·         Número 2: Todo mundo faz coco, mas imagino que ninguém esteja preparado para partilhar este momento com a pessoa amada neste momento tão especial. Então quando você souber que a pessoa vai ao banheiro (ou mesmo quando você for ao banheiro), discretamente coloque uma musiquinha alta para evitar possíveis barulhos que você ou a outra pessoa possa ouvir. Não estou me referindo só ao pum, estou também falando daquele momento em que o coco faz barulho ao cair na água. Quando a pessoa sair de lá, ainda que você tenha ouvido algo, faça a gentileza de fingir que nada aconteceu. ok?

Ps. Nunca abra a porta do banheiro sem autorização. Ps2. Nunca esqueça de fechar a porta com chave. Ps3. Sempre confira pelo menos umas duas vezes para ter a certeza que você deu descarga (você estará nervoso nesse momento, é possível que você esqueça de praticar esse hábito comum justo neste momento).
·         Cheirinho de bebe: Então a pessoa acaba de usar bathroom e um cheirinho de bebe se espalha pelo ar. A quem estamos enganando? todos sabem que é extremamente possível se intoxicar com o fedor que esse momento pode exalar. Não entre em pânico e não faça movimentos bruscos. O responsável por isso sabe o que está acontecendo, então você não precisa jogar isso na cara dela. Invente uma desculpa para abrir a janela, mostre algo que está na rua! (se tiver boa memória, abra a janela antes que a pessoa saia do banheiro). Mas lembre-se que tudo pode piorar, nem sempre o cheiro se esvai pela janela, e ainda pior, o cheiro tem gosto! Sim, isso mesmo, o cheiro tem um gosto ruim, bom... eu não sei o que fazer nesse caso... mas eu sei como tentar evitar isso: assim que fizer coco, já feche a tampa do vaso e dê a descarga, quanto antes você se livrar do corpo, melhor.
·         Cabelos no ralinho do box: Homens, não pense que isso é uma situação exclusiva da mulheres, se você é um Tony Ramos da vida fique esperto. Jamais deixe metade do seu cabelo preso no ralo (ou mesmo fios espalhados pelos azulejos). A pessoa pode pensar que você tem tendência a ficar careca e terminar o relacionamento. Após o banho, retire o material com o papel higiênico e jogue no lixo.
·         Esquecer a calcinha lavada no box: Outra situação que o banho nos proporciona. Não posso nem tentar dividir a culpa com os homens, então... Mulheres, somos ensinadas a fazer isso desde mocinhas e o moçoilo provavelmente sabe que você faz isso, mas ele não espera que você deixe isso na torneira do chuveiro (isso não é nada sexy). Mostre que você é prendada, vá pendurar em outro lugar. (A pergunta é: onde?)
·         Xixi na tampa do sanitário: Deus tá vendo você deixar a tampa respingada de xixi, nem vou me dar o trabalho de comentar sobre isso.

Higiene: Pior que usar o banheiro é pecar pela falta de uso. E isso é óbvio. Não existe grau de intimidade que justifique a falta de higiene, e se a pessoa percebe que você não é tão higiênico como aparentava ser, talvez você nunca mais ganhe sexo oral.

Pés: A noite chegou e nosso mais barato meio de locomoção (muitas vezes ignorado) pode causar uma série de desconforto, segue lista:
·         Mau cheiro: Depois de um dia de muita caminhada chegou a hora de tirar o tênis na frente do parceiro, bom, você vai tremer nas bases, mas terá de enfrentar a situação como se nada tivesse acontecendo. O mais comum é soltar uma leve brincadeirinha “olha o chulé” para tentar criar um clima descontraído (e nesta hora todos viram atores e fingem que nada está acontecendo - bando de falsos). Você já sabe o que fazer para tentar evitar esta situação, cuide muito bem de seus pés (existem excelentes produtos para isso) e mantenha o calçado limpo e ventilado quando não estiver usando. De preferência, evite usar o mesmo sapato fechado por mais de dois dias consecutivos, pois isso não dá tempo das bactérias do mau cheiro morrerem.
.
·         Pés gelados: Fazer o que, isso acontece, ninguém é culpado, é uma questão de genética. O que eu recomendo mesmo é usar meias quentinhas na hora de ir dormir, afinal estamos falando de dormir confortavelmente e não de "ser ou não ser" sexy durante o sexo.

Nota: É um costume da sociedade que as mulheres esquentem seus pés gelados nos homens e estes devem aguentar firmemente a tarefa, e, se um homem tiver o pé gelado, ele que se vire sozinho. Bom, vamos parar de egoísmo. Se você tem o pé gelado, basta usar meias! Nada de ficar roubando temperatura corporal de forma brutal do parceiro.
·        Unhas: Gente, unhas do pé devem ser sempre curtinhas. Não tenta bancar o tocador de violão com os pés não. Levar uma unhada na parte sensível do pé é como levar uma alfinetada: dói. Eu já passei por isso. E ninguém dá uma unhada de propósito, quem faz isso, imagino que seja sem querer, mas melhor que agir sem querer é cortar o mal pela raiz. Lembre-se da regra: unhas do pé devem estar sempre curtinhas e lixadas. (isso sem falar daquela bendita micose)

Quando o sono chegar: Que tipo de experiência você quer oferecer ao seu parceiro/a: Você vai pingar duas gotinhas do melhor perfume no seu cangote ou vai se mascarar de Jequiti? É até aceitável acordar ao lado de um leão, mas ir dormir com o bozo não. Além disso, não esqueça de retirar qualquer vestígio de protetor solar ou produto (como a maquiagem, por exemplo) que deixe sua pele com gosto ruim ou te faça acordar como o coringa.
·         Você oferece serviço gratuito de Dj? Não, você ronca! Você já dormiu com alguém que ronca? Bom, taí outro problema chato de lhe dar. Se você ronca, tente encontrar no mercado um produto que vá diminuir os efeitos disso, se não achar nada que seja bom, converse com seu par, e em último caso, compre um protetor auricular para a vítima.

O despertar do amanhecer. É normal as pessoas acordarem com bafo, rosto inchado e um possível mau humor (só porque é normal não quer dizer que não vou comentar). Mas o que poucos estão preparados para enfrentar é a diferença de fuso horário de cada um.
·        Fusos-horários pessoais: Cada ser vivo tem seu próprio fuso-horário (cultivado desde os primórdios da humanidade). E a ciência ainda não conseguiu mapear todos eles, são as maios diversas combinações: os que preferem dormir tarde e acordar tarde, os que não conseguem dormir depois das dez, os que dormem tarde e acordar cedo, os que dormem cedo e acordam tarde, os que nunca dormem, os que dormem o tempo todo... enfim, inúmeros, mas o mais perigoso são os que possuem em sua combinação o efeito de "acordar cedo vs o drama de acordar tarde".

Quem acorda cedo fica extremamente entediado... geralmente esta espécie acorda super empolgada para conhecer tudo e a ansiedade de esperar o outro acordar pode ser uma tortura seguida de morte para esta pessoa.

O que ela deve fazer? Bom, mexer na internet, ir a algum ponto turístico perto do hotel sozinha, treinar malabarismo, essas coisas, ou quem sabe se atreva a acordar seu “cônjuge” com um belo oral... Mas claro que é muito chato para essa pessoa se o par só acorda ao meio dia (não dá pra acordar a pessoa com oral todo dia, né).

Então o que eu (pseudo-psicóloga) recomendo para o casal é que vocês conversem antes da viagem e se entendam quanto a isso. Pode parecer coisa pequena, mas isso tem efeito bola de neve e pode estragar todo o resto do dia, ou mesmo da viagem.
·         Bafo: Não tem como fugir, mas tem como diminuir este estraga prazeres. Anote as dicas aí: Antes de dormir, limpe muito bem sua língua, se ela estiver com tom rosáceos, o mau hálito é mais ameno, mas se ela estiver esbranquiçada, escove-a novamente até atingir a cor desejada. Antes de dormir, evite comer comidas com muito alho, cebola, curry, peixes ou mesmo beber café, o cheiro dos alimentos em decomposição subirá para sua boca.

Mantenha a boca hidratada durante o dia! A saliva é inimigo natural do mau hálito, mascar chicletes sem açúcar ou beber água frequentemente ajuda na produção de saliva. Para saber se está com mau hálito, lamba as costas da sua mão e deixe secar por alguns segundos, depois sinta o cheiro da superfície para avaliar o cheirinho de bebe da sua boca, é a melhor tática.
·         Rosto inchado: Quando estamos deitados, o liquido do nosso corpo se redistribui entre as partes, e não há nada que você possa fazer. Aceite!
·         Mau humor matinal: Esse tipo de mau humor é muito comum entre as pessoas, mas isso não justifica grosserias que algumas pessoas acham que podem fazer. Simplesmente não é aceitável, se alguém te der uma patada, retribua e depois finja que nada aconteceu.

TPM: Quando marcamos uma viagem no calendário, nós até consideramos se vamos ou não estar menstruadas e se não formos para um lugar que tenha praia ou piscinas, muitas mulheres nem ligam para isso. Mas dificilmente uma mulher pensa: vou estar de TPM, e isso vai estragar o clima da viagem. Então se você já sabe que vai estar neste período durante a viagem, o que você tem que fazer é não menstruar. Pergunte ao seu ginecologista sobre isso. É muito simples de resolver.

Cabelo: O terror das mulheres. Homens preparem-se! Talvez seja a primeira vez que você terá contato com um leão (e não haverá ninguém para te salvar), aproveite essa aventura. E nem estou me referindo só a juba, também estou falando dos pelos do corpo, eles podem crescer metros em apenas uma noite. Mulheres cuidado! A barba pode estar mais afiada que um arame farpado (e essa sua pelo do rosto tão sensível... seria uma pena se alguém machucasse ela). A dica a simples: homens, cuidado com essa sua barba afiada, isso machuca mesmo. Mulheres, nada de gastar horas passando chapinha pela manhã, invista num bom creme de cabelo e vá ser feliz.

Tamanho da mala: Aqui entra um paradoxo: homens com uma bagagem de mão, mulheres com um guarda-roupa inteiro nas mil e uma bagagens.
·         Mulheres, não pense que seu namorado vai carregar sua mala pesada só porque seu pai fazia isso por você e por isso você considera que isso seja uma atitude gentil (obrigação) dos homens. Então não leve o que você não vai dar conta de carregar (porque nós sabemos que você não usará isso tudo que está levando). Mas homens, vocês foram abençoados pela biologia com um físico naturalmente mais forte que as mulheres, então por favor, carregue as malas pesadas. (Mulheres não abusem!)
·        
Homens, nós sabemos que vocês ainda não possuem o dom de fazer malas bem feitas e que buscam levar o mínimo de itens possíveis para evitar carregar peso ou mesmo perder seus pertences sem necessidade, mas não adianta nada se você esquece de itens essenciais, como protetor solar, chinelo de banho, pasta de dentes, escova... E esses itens dá pra comprar, mas e quanto as roupas? Usar a mesma roupa vários dias não é legal! Nós nos preparamos para estar linda para vocês. Façam o mesmo.
·         Leve um epocler: Aproveite para garantir seu estoque de primeiros socorros... numa viagem é normal comer muita comida estranha para o nosso organismo e consequentemente, ter desconfortos estomacais ou dor de cabeça. Levei um analgésico, um epocler e outros itens básicos que poderão salvar suas preciosas horas na viagem.

Organização: Ninguém gosta de se relacionar com gente porca e desorganizada! Não tem que ser neurótico, mas não seja desleixado/a. Se vocês estiverem hospedados num lugar que não tem camareira ou empregada (para quem decidiu alugar uma casa, por exemplo), não deixe a louça suja na pia ou a cama bagunçada. Homens, não esperem que a mulher vai ficar cuidando da limpeza e da organização da casa não... Para alguns homens está subentendido que é dever da mulher bancar a dona de casa e sendo está a primeira viagem, ou seja, o primeiro momento de convivência de vocês, isso pode ser um choque para você (se você se encaixa nesse perfil de homem machista), já estou abrindo seus olhos para você não ser pego de surpresa.

Privacidade: Nos dois primeiros dias será uma maravilha, mas a partir do terceiro, vocês já vão sentir falta de um pouco de privacidade, de um tempo só para vocês, é inevitável. Não é que vocês não querem mais saber um do outro, só estão sentindo falta de um momento pessoal. Então ligue seu desconfiômetro e veja se não está ultrapassando barreiras de mais. E se a pessoa não entender que você precisa de um pouco de espaço, tenha jogo de cintura (tome um banho mais demorado, por exemplo). O legal é que esse assunto seja abordado de maneira natural durante o planejamento da viagem para que ambos entendam que em algum momento vocês vão precisar de espaço. Talvez seja legal planejar atividades individuais, como por exemplo: um pode visitar um museus que o outro acha chato, enquanto o parceiro vai visitar uma feira de artesanato. Se acha essa postura muito radical, experimente ir comprar comida a noite sozinho enquanto o outro toma banho. Não precisa se um passeio inteiro sozinho, é só um momento para respirar.

Cabeça aberta: Lembra do slogan do blog: a vida é feita de experiências! Se você vai para um lugar novo com aquela pessoa especial, esteja aberto a novas experiências. Não estou dizendo que se alguém vai pular de Bungee Jump você tem que pular também, mas você não deve ficar com frescurinhas ou nojinhos demais... isso é desagradável e muitas vezes não passa de um preconceito. Não fique emburrado só porque as coisas não estão sendo como você gostaria, divirta-se com o que você disponível.
Seja simpático com os nativos, evite brigar com seu parceiro ou com qualquer outra pessoa durante a viagem, isso só vai estragar essas preciosas horas deste momento mágico. Se o ciúmes apertar, converse com seu parceiro, mas não fique prolongando sentimentos ou sensações ruins não.

Quando vocês estão perto de casa é muito fácil brigar, cada um vai para sua casa, depois que a raiva passar, vocês fazem as pazes. Na viagem não... Não dá pra fingir que tá com sono ou ir para outro lugar longe dessa pessoa. Se vocês ainda não sabem como fazer isso, aproveitem para aprender a fazer as pazes.

Estejam prontos para os imprevistos que surgirem. Eles vão acontecer e vocês não poderão controlar isso. Vocês vão perder o ônibus, o hotel poderá não ser tão bom quanto o esperado, ficarão perdidos, esquecerão as entradas no hotel.. mas bola pra frente. E a maneira que vocês trabalharam juntos para enfrentar esses pequenos problemas que indicaram se vale ou não a pena investir nesse relacionamento.

Seja como for, aproveite cada momento, porque o futuro é incerto. Não ache que o parceiro é o reflexo fiel do que você viu na viagem, lembre-se, vocês estão fora da rotina de vocês, então vocês com certeza vão agir diferente durante a viagem.

E se as coisas estiverem travadas, se o clima não estiver bom, lembre-se: ninguém começa uma boa história com “uma vez eu estava tomando leite” ... Invista nuns bons drinks. Não é pra ficar chapado, mas o álcool ajudará a deixar o clima descontraído.

Viagens são sempre surpreendentes.

Responde aí:
O que fazer quando o cheiro do coco da pessoa é insuportável?
Onde pendurar a calcinha depois de lavada? Devemos lavar ou guardar suja em um saquinho separado da mala?

Nenhum comentário:

Postar um comentário